• LondriMoney

BRDE estima ter protegido 16 mil empregos no Paraná

Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul completa 59 como uma das principais instituições de fomento do País. Neste ano atua para estimular a economia e resguardar empregos

Nesta segunda-feira, 15 de junho, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), pertencente aos três Estados do Sul, completa 59 anos de fundação, destacando-se entre as maiores instituições financeiras de fomento econômico do País.


Neste ano, em especial, o Banco atingiu marcos históricos e estima ter colaborado para resguardar mais de 16 mil empregos no Paraná durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.


O Banco é o principal repassador de recursos para inovação e responsável pelo estímulo à economia paranaense, com atuação nos setores do agronegócio, indústria e empresarial. Em 2020, devido à crise generalizada da pandemia, a agência paranaense exerce importante papel na retomada econômica e atingiu marcas históricas, tanto em atendimentos e demandas espontâneas como na liberação de recursos.


Nos primeiros cinco meses deste ano o BRDE registrou volume recorde de R$ 1 bilhão em contratos, o que gerou um incremento, nos dados consolidados da Região Sul, de 78% frente as contratações no mesmo período do ano passado. Só do Paraná são R$ 358 milhões.


“O crescimento foi significativo e isso reflete a dedicação do Banco, salvaguardando a economia, a vida e o bem-estar coletivo na nossa região”, afirma o diretor de operações do BRDE, Wilson Bley Lipski.


REFORÇO – Lipski explica que, mais que nunca, o Banco reforçou as estratégias de atendimento, implementou novas tecnologias e montou uma força-tarefa para cumprir a missão. A missão é promover e liderar ações de fomento ao desenvolvimento econômico e social de toda a região de atuação, apoiando as iniciativas governamentais e privadas, por meio do planejamento e do apoio técnico, institucional e creditício de longo prazo.


“O período apresentou muitos desafios para os mais diversos setores, mas não podíamos deixar o paranaense desassistido. Montamos uma força-tarefa, reestruturamos equipes de atendimento e análise, buscamos novos fundings e implementamos novas tecnologias”, ressalta o diretor administrativo do BRDE, Luiz Carlos Borges da Silveira.


PARANÁ - Como forma de apoiar a recuperação da economia na região Sul, o BRDE lançou, em março deste ano, o Programa Recupera Sul. No Paraná, com apoio do Governo do Estado, o programa tem como principais objetivos a proteção dos empregos e o socorro às empresas dos principais setores afetados pela crise.


Pelo programa, o Banco oferece redução na taxa de juros, simplificação de processos, flexibilização de garantias e pulverização do crédito por meio de entidades parceiras.

Com o Recupera Sul e outras iniciativas do Banco, foi registrado crescimento de 147% em relação a 2019. Uma das respostas para esse crescimento é o fato de que a entidade não parou no tempo, se adequando às necessidades para atendimento à demanda com linhas de crédito. 


INVESTIMENTOS - Hoje, o BRDE acumula números significativos de investimentos nos mais diversos setores. Só nas cooperativas agroindustriais, por exemplo, foram mais de R$142 milhões em investimentos. No setor de energias alternativas, o total chega a R$115 milhões. Também se destacam os investimentos nos setores de inovação e empresas dos mais diversos portes.


É com base neste desempenho entre janeiro e maio de 2020, que o BRDE estima a proteção de pelo menos 16 mil postos de trabalho. O número reforça a importância do Banco para o Paraná, atuando como um elo da corrente que forma o sistema paranaense de fomento.

“O ano que estamos vivendo não é de grandes celebrações. Estamos passando por momentos difíceis e sem precedentes, que exigem ações rápidas e eficientes. Enquanto BRDE, nos esforçamos diariamente para atender aos anseios dos que nos procuram”, afirma Wilson Bley Lipski.


“Poder celebrar quase seis décadas de existência com números positivos e que comprovam a efetividade da nossa missão é um sopro de esperança. Acreditamos que isso tudo vai passar, mas reforçamos que,  mesmo em momentos de crise, estamos ao lado do empreendedor paranaense”, finaliza. Neste ano, por conta das restrições e recomendações relacionadas à pandemia, não haverá solenidades. 


HISTÓRICO - O BRDE foi fundado em 15 de junho de 1961 pelos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, com o objetivo de fazer o Sul do Brasil prosperar. Desde então, apoia e acompanha o desenvolvimento de projetos para aumentar a competitividade de empreendimentos de todos os portes na região.


Conta com 463 colaboradores nos três Estados. Com sede administrativa e agência na cidade de Porto Alegre, possui também agências em Florianópolis e em Curitiba, além de um escritório de representação no Rio de Janeiro e espaço de divulgação em Campo Grande (MS). Possui também espaços de divulgação em 10 cidades da Região Sul.


Em 2019, o volume de contratações de financiamento do BRDE somou R$ 2,5 bilhões. Os projetos financiados viabilizaram R$ 2,9 bilhões em investimentos na Região Sul, que devem gerar uma arrecadação anual adicional de R$ 232,1 milhões em ICMS para os três Estados. A carteira de financiamentos do Banco era composta por 37.752 operações ativas de crédito de longo prazo, com saldo médio de R$ 357,5 mil.


Matéria: AEN

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2020 por LondriMoney