• João Escapelato

Campanha arrecada nove toneladas de doações em três dias

A parceria com a ACIL, Arquidiocese de Londrina e várias outras igrejas e entidades deve minimizar o sofrimento de parte das famílias vulneráveis


A Campanha para arrecadar alimentos e outros itens para as famílias em situação de vulnerabilidade recebeu nove toneladas de produtos em apenas três dias. As  doações em alimentos foram divididas em 600 cestas básicas, que começaram a ser entregues na semana passada para as famílias cadastradas nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS). É necessário, porém, que o voluntariado cresça muito.  As expectativas é de que a crise econômica seja intensa e longa.


A secretária municipal de Assistência Social, Jacqueline Marçal, explicou que a secretaria está centralizando a entrega. “Cada cesta é repassada a partir de uma avaliação técnica. Estamos monitorando todas as solicitações de benefícios para atingir o maior número de famílias, conforme cadastro da Assistência”, disse.


A prefeitura disponibilizou três pontos de coleta dos donativos, ou seja, para as pessoas que desejam doar os itens: CMEI Valéria Veronesi/Super Creche (drive thru/dentro do carro), na Rua Benjamin Constant, 800 (entrada pela Rua Minas Gerais); Centro Cultural da Região Norte (drive thru), na Avenida Saul Elkind, 790; Espaço Dom Bosco, na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, Rua Dom Bosco, 55.


As doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas.  Os itens estão sendo recebidos em esquema de drive-thru, sem que o doador saia do seu veículo. Podem ser doados alimentos não perecíveis e produtos de higiene pessoal e de limpeza. A Secretaria Municipal de Educação frisa que os pontos de coleta são para as pessoas doarem, e não receberem os itens, já que as famílias beneficiadas estão sendo selecionadas pela Assistência Social do Município.


A campanha também disponibilizou o telefone 0800-4000-140, por meio da Contact Center, para mais informações a quem deseja aderir, seja empresa, indústria ou um cidadão. A coordenação das ações é feita pela Prefeitura, envolvendo secretarias e órgãos municipais, com parceria e apoio de entidades e associações da sociedade civil, lideranças religiosas e demais organizações. A ação foi idealizada por conta da pandemia do coronavírus, que tem provocado, em todo o mundo, não só um aumento no número de pessoas doentes, mas também sérias dificuldades sociais e econômicas.


Com N.Com

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2020 por LondriMoney