• LondriMoney

Copel investe R$ 20 milhões na modernização de Centro de Operação

Projeto permitirá que o sistema passe a  comandar de forma remota e centralizada as usinas, subestações e linhas de transmissão de energia da Companhia

Copel iniciou o projeto de modernização do sistema usado no Centro de Operação de Geração e Transmissão (COGT) para comandar de forma remota e centralizada as usinas, subestações e linhas de transmissão de energia da Companhia. O COGT está localizado no bairro Bigorrilho, em Curitiba, e funciona desde outubro de 2013 nas atuais instalações.


O diretor geral da Copel Geração e Transmissão, Moacir Carlos Bertol, destaca a importância dessa atualização tecnológica: “Vamos investir R$ 20,7 milhões no projeto para aumentar a confiabilidade da operação e garantir as condições necessárias à expansão do parque gerador de energia elétrica e da rede de transmissão nos próximos anos”, disse ele. O novo sistema deve estar pronto para uso em janeiro de 2022.


Até o momento, para operar à distância as instalações de geração e transmissão, a Copel conta com sistemas de diferentes fabricantes que foram implantados no passado - quando os empreendimentos foram construídos - sendo usados simultaneamente pelos profissionais que compõem a equipe do COGT.


INTEGRAR - Com a modernização, o novo sistema de supervisão e controle vai traduzir a linguagem dessas diferentes plataformas de operação e integrá-las. “Teremos um sistema com interface única, que promoverá a otimização dos nossos recursos, inclusive possibilitando que nossos operadores, que hoje atuam de forma separada em geração e transmissão, possam atuar de forma multifuncional, atendendo aos dois segmentos”, ressalta o diretor de Operação e Manutenção da Copel GT, Thadeu Carneiro da Silva.


A equipe do Centro de Operação passará a trabalhar com equipamentos e softwares padronizados e dados armazenados em hardware único. Isso aumenta a segurança e a eficiência da atividade e, ainda, reduz custos com capacitação, manutenção de sistema e suporte técnico. A solução será desenvolvida pela empresa ABB, multinacional líder em tecnologia para transformação digital em indústrias.


O projeto de modernização, inclui, ainda a instalação de um centro de operação alternativo na subestação Curitiba Centro, funcionando como backup para assegurar a disponibilidade dos recursos mesmo em situação de contingência.


Matéria: AEN


  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2020 por LondriMoney