• João Escapelato

Coronavírus chega a 24 casos positivos em Londrina

Outros 59 casos aguardam resultados de exames laboratoriais; novos leitos estão sendo criados e o Disque-Coronavírus teve serviço ampliado


Em anúncio online, realizado nesta terça-feira (31), o prefeito Marcelo Belinati e o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, divulgaram um panorama atualizado sobre o coronavírus em Londrina. O boletim oficial aponta que 24 pessoas estão infectadas pelo Covid-19 na cidade. Dessa forma, dobrou o número de pacientes com casos positivos, que eram 12, quando houve o último comunicado, no domingo (29).


Do total de 24 casos confirmados até o momento, dez pacientes estão em tratamento domiciliar e 11 internados em hospitais da cidade, dos quais três estão em leitos de UTI e respiram com auxílio de aparelho por ventilação mecânica. Outras três pessoas estão curadas e tiveram alta, após cumprir adequadamente todo o período de quarentena, tendo sido acompanhadas pelo Município, e não apresentam mais os sintomas da doença. São outros 59 casos aguardando o resultado de exames laboratoriais e 266 já descartados. Ainda há 72 pacientes internados na cidade com síndrome aguda respiratória grave, com suspeita de Coronavírus.


Há uma diferença entre os dados municipais e os números indicados pela Secretaria da Saúde do Estado, uma vez que a Prefeitura de Londrina possui acesso aos exames feitos em laboratórios particulares.


Dos 24 casos já registrados de Covid-19, 54% são pacientes do sexo feminino e 46% do masculino. Contrariando as estatísticas mais prováveis com relação à doença, cujo risco de transmissão é mais alto para o público idoso, em Londrina apenas dois casos correspondem a pessoas com 60 anos ou mais. Estão com a doença 12 jovens na faixa de 20 a 39 anos, sete pessoas com idade entre 40 e 59 anos, e mais duas entre 10 e 19 anos, além de uma criança menor de dez anos.


O prefeito reiterou que o meio mais eficaz para evitar a propagação da doença em larga escala é permanecer em casa, bem como manter as prevenções de higiene e distanciamento. “A doença chegou até a cidade e isso era inevitável, mas, certamente, os números estariam muito mais altos se não tivéssemos adotado uma série de medidas restritivas e trabalhado diariamente para preparar a rede de saúde quanto ao suporte necessário para o enfrentamento. Muitas pessoas ainda não se atentaram para a gravidade da doença e ela não é brincadeira. Evitem o contágio, se protejam e cuidem bem de seus familiares e amigos”, disse.


Com N.com

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2020 por LondriMoney