• João Escapelato

Drones ajudam na manutenção de postes de luz em Londrina

Proposta é aprimorar atendimentos das demandas através do uso da tecnologia dos drones

Foto Lago Norte: Sercomtel Iluminação


Buscando melhorar a sua performance na manutenção e modernização da iluminação pública, a Sercomtel Iluminação - SI adquiriu recentemente um drone de alto padrão, modelo “Mavic 2 Pro”, da DJI. Com o equipamento, a Prefeitura, através da SI, estará implementando uma série de aprimoramentos no processo de identificação de falhas nos pontos de iluminação da cidade, em ruas, avenidas e praças públicas.


O aparelho possibilitará à empresa, por exemplo, coletar imagens em alta resolução dos postes e dos “braços” das luminárias. As informações da localização do equipamento permitirão uma análise detalhada do ponto de iluminação, e a evolução dos estabilizadores de câmera e do sistema de posicionamento do drone permitirá uma ação mais precisa, inclusive em incursões noturnas.


O equipamento tem sensores de precisão e alta qualidade na captura de imagens, o que possibilita seus técnicos verificarem a situação em que se encontram os pontos de um ângulo privilegiado, inclusive analisando, por exemplo, a copa das árvores e medindo a necessidade, ou não, da poda dos galhos para dar um ganho de luminosidade no local.


“Um aerolevantamento, de forma acurada, possibilita-nos a melhorar a prestação dos serviços, e está dentro daquele conceito de ‘Cidade Inteligente’ que o prefeito Marcelo Belinati pretende para Londrina”, avalia o presidente da empresa, Luciano Kühl.


Ele destaca, inclusive, que com a nova tecnologia à disposição, a empresa poderá identificar, de forma mais ágil, os pontos que necessitam de melhorias e até mesmo o fluxo de iluminação de uma determinada via. “Vamos ganhar agilidade, inclusive na cobertura de rotas e demandas de serviço que, de outra forma, precisaria ser feita de carro, num processo mais demorado e caro”, frisou.


Para atender às expectativas, a Diretoria de Operações da Sercomtel Iluminação já selecionou pelo menos três servidores para treinamento especial e capacitação de pilotagem. O aparelho é homologado e já está autorizado a operar, e os pilotos da SI já foram devidamente certificados pelos organismos responsáveis, como o DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) e o SARPAS, um sistema desenvolvido para viabilizar a solicitação de acesso ao espaço aéreo através de drones.


Com informações de N.Com

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2020 por LondriMoney