• LondriMoney

GM prende casal por crime ao meio ambiente

Durante patrulhamento preventivo os guardas flagraram duas pessoas ateando fogo em fundo de vale

Foto: Guarda Municipal

Uma equipe da Guarda Municipal Urbana Comunitária (GMUC), em patrulhamento preventivo pela região do Conjunto Avelino Vieira, zona oeste, no final da tarde de segunda-feira (10), se deparou com uma queimada na rua Henrique Bruneli. No local os guardas municipais presenciaram um casal que estava ateando fogo onde, posteriormente, fariam uma horta. Por se tratar de uma área de preservação ambiental, a prática é caracterizada como crime.


De acordo com GM Reis, inspetor da Guarda Municipal, algumas pessoas desconhecem que esta atitude é considerada crime. “A prática de queimadas em fundos de vale é usual pelos munícipes de Londrina. Muitos não sabem que tal conduta configura um ilícito penal. Na ocorrência em questão o casal estava ateando fogo no fundo de vale para posterior plantio, todavia tal prática gera consequências à fauna e à flora, por isso há a tutela penal e desdobramentos administrativos, com possíveis multas aos infratores”, explicou.


Diante do flagrante, o casal foi conduzido para a delegacia de plantão para  esclarecimentos. Eles responderão pelo artigo 50, destruir ou danificar florestas nativas ou plantadas ou vegetação fixadora de dunas, protetora de mangues ou objeto de especial preservação, da lei federal 9.605 de crimes ambientais.


Com: N.Com

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2020 por LondriMoney