• João Escapelato

Governo anuncia ampliação em hospital de Apucarana

Estado destina R$ 16,2 milhões para modernização do hospital filantrópico da cidade

O Governo do Estado vai investir R$ 16,2 milhões na reforma e ampliação do Hospital da Providência, em Apucarana, no Vale do Ivaí. A ordem de serviço foi assinada nesta quarta-feira pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior em cerimônia na sede do complexo médico. A contrapartida do hospital é de R$ 853 mil. O prazo para a conclusão da obra é de 18 meses.


O hospital é filantrópico e cerca de 80% dos atendimentos é por meio do Sistema Único de Saúde. Os recursos serão usados na modernização de uma área de 2.720 metros quadrados e também na construção do terceiro pavimento da unidade. O espaço de 2.151 metros quadrados e vai receber a nova maternidade e o setor de pediatria do hospital. Serão ao todo 28 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva, sendo dez neonatal. O local funciona atualmente em uma estrutura provisória em um prédio alugado, próximo à sede do hospital.


“É praticamente um hospital novo que será levantado, o que reforça o atendimento de todo o Vale do Ivaí, uma região que sempre precisou de investimentos na saúde”, afirmou Ratinho Junior. “Vale lembrar que a ordem de serviço significa que a construção vai começar imediatamente, não há mais nenhuma questão burocrática para ser vencida”, enfatizou.


O governador lembrou que o Hospital da Providência é referência no atendimento de gestantes e bebês, especialmente em casos de gestação de alto risco, para uma região que abrange 17 municípios do Centro Norte do Paraná, vinculados à 16ª Regional de Saúde do Estado. “A maternidade vai mudar a vida de mamães e bebês, especialmente daqueles casos de risco, de alta complexidade”, disse Ratinho Junior.


A unidade é administrada pelo Grupo Hospitalar Nossa Senhora das Graças, das Irmãs Filhas da Caridade, desde 2012. A nova estrutura permitirá que o centro médico amplie os serviços oferecidos.


Além da UTI, o espaço abrigará centro obstétrico, ginecologia, pediatria, cinco salas cirúrgicas, duas salas de parto, uma banheira para parto humanizado, sete boxes de observação, uma sala para parturientes e consultórios clínicos.


Está previsto, ainda, amplo espaço para o Banco de Leite Materno e Unidades de Assistência ao Paciente, como uma brinquedoteca.


“É como se o Hospital da Providência ganhasse um novo hospital do zero, ofertando as melhores condições possíveis", disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto no ambiente.


Imagem: AEN

Com AEN

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2020 por LondriMoney