• Matheus Philip

Prefeitura garante estoque para enfrentar pandemia de Covid19

Município tem todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários, adquiridos por meio de uma ampla pesquisa de mercado em mais de 500 empresas

Foto: Vivian Honorato

Na manhã desta quinta-feira (7), a Prefeitura de Londrina promoveu uma visita técnica controlada, à imprensa, aos dois locais onde estão armazenados todos os produtos adquiridos pelo Município para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. O objetivo foi apresentar o mostruário com todos os itens e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) adquiridos até o momento, a fim de dar transparência à população. A ação foi mediada pelo prefeito Marcelo Belinati e pelos secretários municipais de Gestão Pública, Fábio Cavazotti, e de Saúde, Felippe Machado.


A Prefeitura conseguiu adquirir um estoque de segurança com todos os produtos necessários para a Secretaria de Saúde fazer o atendimento adequado à população, garantindo segurança aos servidores que estão atuando na linha de frente na pandemia, por uma prazo de pelo menos 60 dias, em um cenário de gravidade, ou de 90 até 120 dias em um cenário menos grave, como vivemos agora. Segundo o planejamento da Secretaria de Gestão Pública, este é um período suficiente para que o município possa ir monitorando os dados e repondo os produtos necessários.


No estoque da Secretaria de Saúde estão armazenados mais de 1 mil itens, adquiridos por compra emergencial e por uma ampla pesquisa de mercado em mais de 500 empresas em 40 dias. Há desde máscaras cirúrgicas, item mais consumido pelos profissionais de saúde atualmente, até máscaras N95, macacão de proteção impermeável, avental, touca, luvas, álcool em gel, óculos de proteção, roupas privativas para os funcionários das unidades respiratórias, filtros para os respiradores das ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), entre outros itens. Os produtos são destinados para as seis Unidades Básicas de Saúde (UBSs) respiratórias, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Sabará, Pronto Atendimento Infantil (PAI) e SAMU.


O prefeito Marcelo Belinati enfatizou que enquanto o mundo inteiro está em busca dos EPIs, fundamentais para proteger a saúde e a vida dos profissionais da área, Londrina conseguiu garantir este estoque devido a um longo trabalho que começou quando a pandemia ainda estava na Ásia, migrando para a Europa. “Criamos o Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COESP) e diversos grupos de trabalho, como o de Compras, que nos permitiu ter este resultado hoje. Isso demonstra que com planejamento e organização é possível fazer um trabalho adequado. Creio que pouquíssimos lugares do Brasil e do mundo têm uma condição tão confortável como a de Londrina, neste momento, em relação aos EPIs”, destacou.


De acordo com o secretário municipal de Gestão Pública, Fábio Cavazotti, para fazer as compras, a Prefeitura fez uma ampla pesquisa de mercado, muito maior do que a feita usualmente, por ser um momento de crise em que o mercado está muito alterado. “Há dificuldades nos preços, prazo de entrega, e na qualidade dos produtos. Por isso, mesmo tendo a obrigação de fazermos três orçamentos para cada produto, fizemos de 20 a 30, e alguns produtos até 40 orçamentos. Compramos materiais de qualidade, a preço de mercado, que efetivamente garantirão segurança para os profissionais de saúde poderem atender a população da melhor forma possível”, contou.


Segundo o secretário, somando todas as compras de EPIs relacionados ao enfrentamento da pandemia, a prefeitura investiu R$ 4,7 milhões. Se computar a contratação de profissionais e todos os outros custos e investimentos feitos para o enfrentamento da doença, este valor ultrapassa R$ 15 milhões até o momento. Cavazotti informou ainda que, como o Município conta com este estoque, já foi possível iniciar os processos licitatórios para a reposição dos itens. “Fizemos o melhor uso da compra emergencial para suprir o momento, mas alcançando este cenário conseguimos iniciar os processos licitatórios”, disse.


O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, apontou que tudo isso demonstra que Londrina vive um cenário de segurança e tranquilidade, em especial para os servidores que estão atuando na linha de frente no combate à pandemia, de modo a garantir a proteção adequada para que eles possam atender a população. “Isso coloca Londrina como protagonista no enfrentamento ao coronavírus, pois enquanto todo o mundo está em busca de EPIs, nós conseguimos ter este estoque de segurança, com itens de muita qualidade”, mencionou.


Segundo Machado, os servidores da Prefeitura fazem uma análise diária do consumo de cada item, para que nenhum produto venha a faltar. “Um dos nossos diferenciais é que temos uma integração muito grande entre todas as secretarias do município, em especial entre as de Planejamento, Gestão Pública, Fazenda e de Saúde, que possibilita termos este resultado diferenciado em relação a compra destes produtos, de modo a implantar um planejamento para as compras futuras, por licitação”, concluiu.


Matéria: N.Com

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2020 por LondriMoney