• João Escapelato

Projetos selecionados pela Copel somam R$ 144 milhões

Chamada pública tem recorde de recursos para propostas de redução de desperdício de energia

A Copel publicou na quinta-feira (25) o resultado da Chamada Pública PEE Copel 002/2019, que destinará o valor recorde de R$ 144 milhões a projetos de eficiência energética apresentados por consumidores de sua área de concessão, no Paraná.


Lançada em novembro de 2019, a Chamada Pública 002/2019 foi aberta a propostas de projetos de condomínios residenciais, consumidores industriais, entidades assistenciais e filantrópicas, instalações do poder público, pontos de comércio e consumidores rurais. 


O valor previsto inicialmente era de R$ 100 milhões. No entanto, foram selecionados mais projetos do que o esperado – 98 no total –, resultando em R$ 144 milhões de investimento.

 

“Os excelentes resultados conquistados por projetos de eficiência energética são fundamentais para o setor elétrico, em especial neste cenário de pandemia do novo coronavírus, por isso apoiamos a continuação e a abertura de novos editais”, afirma o diretor-geral da Copel Distribuição, Maximiliano Orfali.


Em 15 anos, os projetos de eficiência energética da Aneel obtiveram a economia de 8,50 terawatts por ano (TWh/ano) e a retirada de demanda no horário de ponta de 2,50 gigawatts (GW) - quase 30% da capacidade instalada da Usina Itaipu.  

 

Na chamada 002/2019, os consumidores puderam pleitear recursos em duas modalidades – contrato de desempenho ou a fundo perdido – dependendo da natureza das suas atividades.


Os projetos com maior potencial de redução de consumo foram classificados e contemplados após análise técnica da Copel.


A chamada integra o Programa de Eficiência Energética (PEE) da Copel, uma obrigação regulatória estabelecida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que prevê a destinação de 0,4% da receita líquida anual da empresa a projetos de redução do desperdício de energia.


Com AEN

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2020 por LondriMoney