• LondriMoney

Vacinação contra sarampo e gripe terá sistema de drive-thru

Serão disponibilizadas, no sábado(15), gratuitamente 10 mil doses de vacina contra a gripe e 15 mil contra o sarampo

Neste sábado (15), das 8h às 18 horas, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vai realizar uma ação intensiva para vacinar a população contra duas doenças importantes: o sarampo e a gripe. Por meio do sistema de drive-thru, os interessados poderão tomar as duas vacinas sem sair do carro, no estacionamento do Shopping Catuaí, na Rodovia Celso Garcia, nº 5.600.


Para isso, basta levar um documento de identificação com foto (RG ou CNH). Aqueles que tiverem a Carteira de Vacinação também devem levá-la para que os profissionais registrem a imunização de reforço. Para receber a dose contra o sarampo é preciso ter entre 20 e 49 anos de idade, por isso, todos que estiverem nesta faixa etária serão imunizados independente de já terem tomado a vacina alguma vez. Já a imunização da gripe abrange todos com mais de 6 meses de vida. Neste dia não será necessário agendar horário. Cerca de 100 profissionais estarão à disposição para atender a população.


Segundo a diretora de Vigilância em Saúde da SMS, Sônia Fernandes, serão disponibilizadas 10 mil doses de vacina contra a gripe e 15 mil contra o sarampo. “Para aqueles que não puderem ir no sábado (15), é possível tomar a vacina diretamente na Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência. Para isso, é preciso agendar um horário de atendimento, mas é bom lembrar que a vacina de rotina continua normalmente nas Unidades Básicas de Saúde”, disse.


Até o momento, quase 190 mil pessoas foram vacinadas contra a gripe e outras 6.026 contra o sarampo. A intenção é que 243 mil pessoas sejam imunizadas contra o sarampo até o final da campanha nacional, que encerrará este mês.


Sobre o sarampo – Trata-se de uma virose de transmissão respiratória. Seu contágio se dá pelo ar, por meio de tosse, espirros, fala ou respiração. Ele é transmitido na fase em que o doente tem febre alta, mal-estar, coriza, irritação ocular, tosse e falta de apetite e perdura até quatro dias depois do aparecimento das manchas vermelhas, segundo o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fiocruz.


Os sintomas mais comuns são febre alta, conjuntivite associada, olhos lacrimejantes e aversão à luminosidade, coriza, vermelhidão pelo corpo, mal-estar e tosse seca persistente. Após três dias de febre alta, em média, surgem as manchas avermelhadas pelo corpo, que duram cerca de 7 a 10 dias. O paciente fica convalescente devido à doença.


Com: N.Com

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2020 por LondriMoney