• LondriMoney

Vagas via Agência do Trabalhador contribuem para retomada de renda

Os atendimentos presenciais, somente com agendamento prévio, foram retomados nas 216 Agência do Trabalhador do Paraná em 1º de junho. Nesta segunda-feira (08) há 2.403 vagas abertas no Estado

Foto: SEJUF

A retomada da geração de emprego e renda no Paraná ganhou um impulso com a reabertura das 216 Agências do Trabalhador para atendimentos presenciais. No momento, há 2.403 vagas abertas no Estado. Os postos de trabalho com maior oferta são de auxiliar de linha de produção  (1.153 vagas); abatedor (69 vagas); alimentador de linha de produção (67 vagas) e armador de ferros (62 vagas).


Em Curitiba são 465 vagas disponíveis. As funções com maior número de vagas são de operador de telemarketing ativo e receptivo (305 vagas); operador de telemarketing ativo (34 vagas) e empacotador a mão (27 vagas).


Na Região Metropolitana da Capital são 778 vagas abertas. Lideram as vagas para operador de telemarketing ativo e receptivo (305 vagas); auxiliar de linha de produção (151 vagas) e operador de telemarketing ativo (39 vagas).


Na Capital, a Agência do Trabalhador Central, vinculada à Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, realizou em torno de 750 atendimentos para intermediação de vagas de emprego em uma semana, desde a retomada do atendimento presencial.  


Rafael de Oliveira Guedes, de 21 anos, que procura emprego há cinco meses, foi até a agência nesta segunda-feira (08) e já saiu com uma entrevista marcada na empresa Grupo Services. “É muito importante essa ajuda, pois me enquadrei no perfil que estão procurando. Creio que vai dar tudo certo na entrevista e com essa oportunidade vou poder ajudar em casa, pois não está fácil para ninguém. O momento é de correr atrás porque nada vai cair do céu”.


Andreia Duchinski, 37 anos, também foi até a agência em busca de emprego. “Saí de uma empresa recentemente. Com essa pandemia complicou muito. Sempre vejo o número de vagas pela TV e pela internet e espero conseguir uma vaga aqui”, disse.


ATENDIMENTO PRESENCIAL - Por conta da pandemia novas regras foram estabelecidas para o atendimento presencial nas Agências do Trabalhador, que ocorrerá somente com ao agendamento prévio pelo site http://www.justica.pr.gov.br/trabalho. Saiba mais sobre as medidas para evitar a transmissão do coronavírus.


 “Na primeira semana nós tivemos uma média diária de 150 atendimentos presenciais para procura de emprego e 110 para o seguro-desemprego. Esse número já é super positivo, boa parte dessas pessoas já está saindo com carta de encaminhamento para entrevista”, explica o gerente da Agência do Trabalhador de Curitiba, Rafael Santos.


Ele reforça que as empresas já começam a ofertar mais vagas. “Já está surgindo um maior número maior de vagas por parte das empresas dos serviços considerados essenciais, como também diversas outras grandes e pequenas empresas que precisam de novos funcionários”. 


Os trabalhadores também têm a opção de buscar vagas cadastradas pelo aplicativo Sine Fácil, disponível gratuitamente para os sistemas Androide e iOS), ou pelo site http://empregabrasil.mte.gov.br.

Agências já colocaram 30,7 mil paranaenses no mercado em 2020

Mesmo com a pandemia e com a paralisação do atendimento presencial por quase dois meses, as Agências do Trabalhador no Paraná intermediaram a colocação de 30.727 mil trabalhadores no mercado, de janeiro a maio deste ano.


“O Paraná é o estado do Sul do Brasil que menos perdeu postos de emprego nos quatro primeiros meses do ano. O bom desempenho do agronegócio e a atuação de alguns setores das 40 atividades consideradas essenciais pelo Governo do Estado ajudaram a reduzir a queda”, destaca a chefe do Departamento do Trabalho e Estimulo à Geração de Renda, Suelen Glinski.


Matéria: AEN

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

© 2020 por LondriMoney